Are you in ?

Visit our online store design especially for your country

go to website
Stay on this website
Biodiesel da PRIO é o que faz mover a carreira 702 da CARRIS

Fábrica de Biodiesel

12 Dezembro 2019

Biodiesel da PRIO é o que faz mover a carreira 702 da CARRIS

Biodiesel da PRIO é o que faz mover a carreira 702 da CARRIS

A carreira 702 da CARRIS é abastecida com um novo combustível especialmente produzido pela PRIO a partir de óleos alimentares usados, que reduz em 83% as emissões de gases de efeito de estufa dos tradicionais combustíveis fosseis.


O projeto chama-se “Movido a Biodiesel” e é uma iniciativa que junta a PRIO e a CARRIS na promoção da mobilidade sustentável na cidade de Lisboa. Assim, a carreira 702 – que liga o Marquês de Pombal ao bairro da Serafina – é a primeira carreira de autocarros a consumir biodiesel 100% livre de energia fóssil produzido a partir de óleos alimentares usados.


Este biocombustível (chamado B100) é produzido na fábrica da PRIO, no Porto de Aveiro, e está já a ser utilizado por seis autocarros da CARRIS que asseguram todos os dias o percurso da carreira 702.


Em que consiste a iniciativa?

Esta iniciativa insere-se num projeto-piloto que promove a utilização deste tipo de combustível, permitindo reduzir quase integralmente as emissões de dióxido de carbono, sem alterar os motores dos veículos.


Assim, estes autocarros são os mesmos de sempre, mas circulam agora de forma mais sustentável pelas ruas de Lisboa.


O projeto Movido a Biodiesel é um exemplo da aplicação dos princípios da economia circular no setor dos transportes. A CARRIS e a PRIO realizaram no último ano, um trabalho conjunto para identificar possíveis impactos no normal funcionamento dos autocarros e monitorizar os consumos de combustível. Os resultados reforçam a viabilidade e pertinência do uso do biodiesel como opção para a transição energética.


“Esperamos com este projeto poder mostrar a todos os Lisboetas e Portugueses quão útil é para o país e para o ambiente, a recolha sistemática dos óleos alimentares usados. Esperamos também poder alargar esta solução a mais autocarros da CARRIS no curto-médio prazo, e replicar este e outros projetos de sustentabilidade avançada na mobilidade com outros clientes nos próximos meses”, explica Cristina Correia, Diretora de Inovação da PRIO.