Are you in ?

Visit our online store design especially for your country

go to website
Stay on this website
CES 2019: descobre todas as novidades tecnológicas que vão fazer o mundo mexer

Sazonal

23 Janeiro 2019

CES 2019: descobre todas as novidades tecnológicas que vão fazer o mundo mexer

CES 2019: descobre todas as novidades tecnológicas que vão fazer o mundo mexer
Todos os anos a CES (Consumer Electronics Show) marca o início oficial do calendário das mais importantes feiras e conferências mundiais. Apesar de estar localizada em Las Vegas, tem uma visão global das tendências e lançamentos na área da tecnologia, eletrónica de consumo e carros.
Este ano, de 8 a 11 de janeiro, a CES contou com cerca de 4.500 expositores, mais de 180 mil participantes e 250 sessões de conferências, com mais de 1.100 oradores. Apesar de mostrar todas as novidades tecnológicas em várias áreas, a feira já é conhecida por ser pioneira das novidades da tecnologia da indústria automóvel. O forte impacto e a presença das principais marcas automóveis prova isso mesmo. Há propostas inovadoras, test drives e experiências dentro dos carros do futuro, que até parecem saídos de filmes de ficção científica.
Grande parte da transformação da mobilidade está ligada à maior inteligência do carro, com a possibilidade de decidir sozinho o percurso e “conduzir” sem intervenção humana. Claro que isto ainda vai ser um processo de implementação lento e, até lá, já será possível comunicar entre veículos. Esta é uma das evoluções que irão chegar mais rapidamente ao mercado com a tecnologia V2X (Vehicle to Everything).
A Bosch, por exemplo, já está a desenvolver tecnologias de condução autónoma e shuttles que conduzem os passageiros em rotas pré-determinadas. Também Don Butler, diretor executivo da Ford, anunciou que a marca vai integrar a tecnologia C-V2X (Celular Vehicle to Everything), que permite que todos os modelos Ford comuniquem entre si para evitar colisões a partir do início de 2022.
Entre as propostas que a BMW levou à CES, uma das mais espetaculares foi a mota autónoma BMW R 1200 GS, capaz de se ligar, acelerar, realizar manobras de curva, diminuir a velocidade e parar, sem intervenção humana.
As motas elétricas também estão a chegar ao mercado. A Harley-Davidson, uma das marcas mais importantes do ramo, já mostrou o seu primeiro modelo movido a eletricidade – a LiveWire. A mota tem uma bateria de alta voltagem que permite uma aceleração rápida e é capaz de percorrer 177 quilómetros em cada carregamento.
Além dos stands das grandes marcas com tecnologias de condução autónoma, também nos pavilhões das startups houve novidades incríveis. Um dos exemplos mais falados foi a Bell, uma das fabricantes parceiras da Uber no desenvolvimento de carros voadores, que apresentou o Nexus, um protótipo de veículo voador que a empresa pretende colocar no mercado em 2020.