Are you in ?

Visit our online store design especially for your country

go to website
Stay on this website
Carros eléctricos vão ser mais baratos do que os veículos tradicionais em 2022

Mobilidade Elétrica

27 Maio 2019

Carros eléctricos vão ser mais baratos do que os veículos tradicionais em 2022

Carros eléctricos vão ser mais baratos do que os veículos tradicionais em 2022

Há dez anos atrás, ninguém seria capaz de antecipar o grau de sucesso que estão a ter atualmente os carros eléctricos. Em 2010, havia apenas 12500 carros destes em todo o mundo. Só no ano passado, foram vendidos dois milhões de exemplares em todo o mundo, elevando para os cinco milhões o número de veículos eléctricos a circular no planeta.


Agora, há ainda mais indícios que este crescimento meteórico pode não abrandar tão cedo. Antes pelo contrário: economistas dizem que em 2022 será mais barato comprar um veículo eléctrico do que um carro tradicional com motor de combustão interna. Segundo o analista de energia da Bloomberg, Nathaniel Bullard, explica que isto pode acontecer devido à queda dos custos de produção das baterias de lítio.


De acordo com este especialista, estas baterias representavam, há uma década, cerca de 50% dos custos de produção dos veículos eléctricos, atualmente representam apenas 33% e é expectável que caia até aos 20% antes de 2025.


A juntar a este ponto, a Bloomberg aponta ainda a consciencialização dos utilizadores e o aumento de número de postos de carregamento – recorde-se que a PRIO tem a maior rede de postos de carregamento de veículos eléctricos dos País - como factores relevantes no aumento das vendas destes veículos.


Contudo, tudo isto depende, explica, da manutenção dos apoios estatais à produção deste tipo de veículos. Um cenário que ainda é pouco caro, já que a GM e a Tesla – os maiores fabricantes de veículos eléctricos nos Estados Unidos – já atingiram o limite de apoios que podem receber do Estado. Ao mesmo tempo, o Governo chinês já manifestou a intenção de revogar os apoios estatais à produção em 2020.


Conheça aqui os nossos postos de carregamento.